A cultura de dados estruturados está provocando uma disrupção em todas as áreas de uma empresa. Não foi diferente com o Marketing e TI, que têm visto seus modelos de trabalho transformados completamente.

Os dados são fundamentais. Este foi o principal resultado do estudo The Global Review of Data-Driven Marketing and Advertising, realizado com empresas e anunciantes em escala global. Segundo a pesquisa, 73% dos entrevistados brasileiros expressaram que as informações dos clientes são críticas para seus esforços de Marketing.

Mais da metade dos entrevistados em todo o mundo (53,4%) também revelaram que aumentaram seus gastos com marketing orientado a dados. Mas a velocidade da utilização das informações muitas vezes pegam despreparados os times que lidam com elas.

Assim, é necessário que também as equipes sejam orientadas a dados, permitindo serem dotadas de habilidades analíticas, pró-ativas e principalmente focadas em resultados. Só assim elas conseguirão obter valor e medir as informações com qualidade.

E é este um dos principais papéis do gestor: ter uma postura que alinhe expectativas e processos para alcançar o Marketing orientado a dados. Mas é um grande desafio!

Como então ter uma equipe orientada a dados? Confira a seguir.

Afinal, o que é uma cultura de dados?

Segundo Kirk Borne, principal cientista de dados da Booz Allen Hamilton “ser orientado a dados é, antes de mais nada, ter como meta nas decisões corporativas a objetividade e estar sempre baseado em evidências”, explica. E, para ele, esse tipo de mentalidade engloba todo tipo de decisão em qualquer área do negócio - incluindo Marketing e TI.

1- Sete passos para criar uma cultura orientada a dados

Fazer uso das informações de forma inteligente é benéfico para os resultados finais da organização. As que colocaram em prática uma cultura orientada a dados têm três vezes mais chance de estarem à frente de suas concorrentes. Os resultados são do estudo realizado pelo Economist Intelligence Unit.

O segredo foi o fornecimento do treinamento necessário, o compartilhamento de dados por todos os níveis de funcionários e departamentos, além de reconhecer sua importância. 76% dos executivos das empresas que têm melhor desempenho citaram a coleta de dados como essencial, em comparação com 42% de empresas que estão atrás de suas concorrentes.

Deu para perceber, as diferenças são notórias. Mas ter uma equipe orientada a dados não é necessariamente fácil, especialmente em empresas mais tradicionais que cresceram sem utilizar o seu valor.

Confira então, abaixo, sete passos para implantar, treinar e gerir o Marketing orientado a dados:

# Passo 1: A tecnologia ao seu lado

Diante de um universo empresarial cada vez mais envolvido com a tecnologia, a escolha do parceiro ideal é fundamental. Somente ele saberá desenvolver e aplicar as ferramentas corretas de Business Intelligence (BI) para as suas necessidades de negócio. Os resultados serão os melhores possíveis: a transformação de informação em resultados por meio de relatórios e dashboards interativos e personalizados.

# Passo 2: Estimule a colaboração e proatividade da equipe

É fundamental estimular a colaboração, já que a solução construída de maneira coletiva agrega mais valor. Esse movimento nos garante a troca de melhores práticas, ao mesmo tempo em que assegura que toda a equipe esteja indo na mesma direção.

# Passo: 3 Elabore simulações práticas

Adotar uma ferramenta de tecnologia pode ser complicado para alguns colaboradores mais acostumados à criatividade. Com o propósito de favorecer a realidade do negócio, o ideal é realmente colocar a mão na massa.

Para isso, vale realizar simulações práticas e criar tarefas condizentes com a realidade do negócio. É importante também apresentar estudos de caso. A partir de cases de outras equipes ou de empresas diversas, fica mais fácil desempenhar na prática a função.

# Passo 4: Gerencie

Em uma organização de alto crescimento, como a sua, o relógio corre acelerado: uma hora vale por duas, um mês por três e um ano por sete. Nesse ritmo, é vital treinar bem o seu time e, assim que os processos estiverem azeitados, focar na sua gerência com eficiência. Aposte na sua habilidade de liderar e trazer novos insights, resolver problemas sem desperdiçar esforços e gerar mais e melhores resultados.

# Passo 5: Desenvolva e mantenha uma cadeia de fornecimento de dados

A mensagem mais importante é: todos na sua equipe precisam ter acesso e analisar a mesma base de dados. É necessário haver uma versão única, não tendo sentido o time trabalhar com diferentes versões de documentos. A finalidade é a mesma: garantir os melhores resultados para o Marketing. Mas isso só vai acontecer se você tiver a consciência que é imperativo a cadeia de fornecimento de dados estar constantemente atualizada e represente sempre a verdade.

# Passo 6: Elabore modelos de dados

Os modelos de dados são a base para que seu setor seja orientado por eles. Assim, é preciso definir o modelo e campos para que seu time seja capaz de gerir, como clientes, leads de vendas e prospects, entre outros. Preste atenção à essa etapa, pois ela garantirá as informações que você precisa para a análise dos negócios. Por isso, tenha um cuidado especial quanto ao controle de qualidade dos seus modelos.

# Passo 7: Consolide um dicionário de dados

Um dicionário de dados é um recurso primordial principalmente para educar novos membros da sua equipe orientada a dados. Ele serve para oferecer uma única fonte de verdade, sempre que for necessário que uma métrica seja esclarecida.

Algumas perguntas importantes são: Qual é a fórmula que define o seu negócio? O que é um cliente para você?

Embasar a tomada de decisões em uma cultura de dados pode ampliar a competitividade dos setores de Marketing e TI. Para isso, é essencial que toda a equipe de Marketing orientada a dados saiba a sua importância estratégica e que estejam capacitados para analisá-las.

Gestor, permita que todos os colaboradores explorem informações para terem novas ideias. O sucesso depende de você!

New Call-to-action