Não é mais novidade para as empresas que, ao tomar decisões certeiras, é preciso se basear em dados e fatos. Porém, ainda são poucas aquelas que conhecem o verdadeiro potencial do data storytelling na hora de divulgar essas informações para o seu público.

De forma literal, o termo data storytelling significa “contar história com dados”. Ele remete a um formato de apresentação em que as informações são incorporadas em histórias. Para, assim, ganharem um significado, serem melhor - e mais facilmente - entendidas e memorizadas.

Conheça abaixo o que é data storytelling e os benefícios que ele oferece para os negócios. Saiba, ainda, o passo a passo de como utilizá-lo na prática.

O que é data storytelling?

Trata-se de um recurso que visa traduzir dados para leigos e, com isso, induzi-los à tomada de decisão. Pensando de forma isolada, números e estatísticas podem não ganhar a devida importância. Porém, se colocados em um contexto de narrativa, passam a ter significado - podendo gerar resultados impactantes para um negócio.

Para entender melhor o que é data storytelling, imagine os dados de vendas do mês. Ao apresentar somente os números, eles são visualizados e rapidamente esquecidos. Mas, se essas informações demonstrarem que as vendas subiram de um mês para o outro, e que isso representou um aumento de 50% no faturamento, por exemplo, a história se torna muito mais atrativa.

A justifica para a eficácia do data storytelling é que o ser humano consegue interpretar e se fixar melhor nas informações quando apresentadas em forma de história. Isso porque ela ativa regiões do cérebro que a simples visualização de números não alcança.

Confira, a seguir, os benefícios que essa ferramenta de apresentação de dados oferece para os negócios na prática.

Por que as empresas deveriam utilizar o data storytelling?

Utilizando o data storytelling, é possível compartilhar dados em tempo real e de forma mais persuasiva. Ao mesmo tempo, cria um comparativo que permite às pessoas visualizar a realidade da empresa e, com isso, tomar suas decisões informadas.

Voltando ao exemplo dos dados de vendas, caso um cliente visualize as informações de forma isolada, ele não consegue ter a dimensão macro do negócio.

Porém, quando inseridos em uma história, é possível observar o crescimento das vendas da empresa e, assim, ter ciência que aumentou o número de consumidores. Logo, mesmo que inconscientemente, a pessoa se torna mais suscetível a adquirir determinado produto e/ou serviço.

Além disso, a ferramenta também é benéfica para a gestão do negócio como um todo. Quanto melhor os dados são apresentados para as equipes, maiores são as chances de serem tomadas decisões eficazes e promovidas melhorias no planejamento.

Nova call to action

Como utilizar a técnica de data storytelling?

Confira o passo a passo para criar uma história eficiente na sua empresa:

1 – Tenha um objetivo claro

Por mais simples que possa parecer, essa é a etapa em que mais ocorre erros. E, também, a que pode fazer com que o data storytelling não obtenha o resultado desejado.

É preciso ter em mente qual o público que se deseja atingir e o seu nível de entendimento em relação a dados e estatísticas. Junto a isso, é essencial definir o objetivo principal ao apresentar as informações. Ou seja: o que você quer que as pessoas compreendam e quais ações almeja que elas tomem após ter acesso a sua narrativa.

2 – Conte a história certa

Antes de criar uma história, pesquise o tipo de informação que prenderia a atenção do seu público e o levaria a realizar determinada atividade. Sabendo disso, é mais fácil adaptar o discurso, bem como utilizar a linguagem adequada.

Outra dica é ser o mais simples, direto e dinâmico possível. Com isso, evita-se que a narrativa fique cansativa e há maiores chances de prender a atenção do público.

Isso significa que encher a apresentação com percentuais está totalmente fora de cogitação! Você até pode utilizar dados técnicos, desde que eles estejam inseridos em exemplos práticos e histórias bem construídas.

3 – Encontre a narrativa por trás dos números

Para ter sucesso no data storytelling, é preciso encontrar a história por trás dos números. Ou seja: “costurá-las” como se fosse uma colcha de retalhos até obter a narrativa concreta.

Caso, no final, a história não tenha muito sentido, possivelmente não foi adotado o caminho adequado da narração. Ou, ainda, é um indício de que é preciso analisar melhor os dados para encontrar sentido neles e, assim, transmiti-los de forma dinâmica.

4 – Forneça o contexto certo

Não perca tempo falando sobre números e apresentando gráficos que não têm relação com os objetivos traçados na história. Prefira trabalhar com os argumentos que causam boa impressão e, principalmente, que sejam realistas.

5 – Disponibilize informações acionáveis

Se você quer demonstrar que cada vez mais clientes estão procurando sua empresa, é preciso utilizar dados que comprovem essa ação. No caso, além das informações sobre vendas, é possível mostrar a taxa de redução de produtos no estoque no último mês, por exemplo.

Uma história bem-contada, portanto, deve possuir dados interligados que, no final, levam ao entendimento desejado.

6 – Utilize recursos visuais

São diversos os recursos que podem ser utilizados no data storytelling a fim de atrair a atenção do público.

Os mais comuns são:

  • Fotos;
  • Vídeos;
  • Gráficos;
  • Infográficos;
  • Gifs animados.

Todos eles ajudam a ilustrar pensamentos, bem como descrever e contextualizar dados. Logo, permitem contar a história desejada e gerar maior engajamento.

Como obter dados precisos?

Para obter as informações que serão utilizadas no data storytelling, é essencial investir em uma ferramenta de visualização e análise de dados. Somente assim, é possível extrair informações relevantes para a narrativa.

Inclusive, os sistemas atuais realizam a análise de dados de forma automática e os disponibilizam na nuvem. Sendo assim, captam as informações, eliminam duplicidades e fazem a relação entre eles para, então, serem visualizadas e utilizadas pelos responsáveis em tempo real.

Esse artigo foi útil para você? Veja também o nosso infográfico “Como migrar sua ferramenta de análise de dados para nuvem” e acesse seus dados com muito mais segurança.