Uma vez que se faz a captação de dados da empresa, é preciso saber o que fazer com eles. Informações brutas raramente são úteis.

 

Uma vez que se faz a captação de dados da empresa, é preciso saber o que fazer com eles. Informações brutas raramente são úteis. Além disso, não adianta capturar dados e ter um sistema desatualizado e sem padronização.

Quando falamos de análises de business intelligence ou business analytics deve-se sempre melhorar o dado para extrair a qualidade da informação.

A máxima do segmento de tecnologia da informação que diz que “se temos uma boa entrada, teremos uma boa saída”, se aplica perfeitamente na análise de dados. Se o dado entra de forma organizada e correta, é inevitável ter uma informação de qualidade na ponta.

Portanto, é necessário contar com ferramentas de BI com uma camada de ETL (Extrair, transformar e carregar) que ajudem na coleta, melhora da qualidade do dado assim como a interpretação dos dados proporcionando a definição de estratégias assertivas para as tomadas de decisões.

Segundo uma pesquisa feita pela KPMG Capital, 99% dos entrevistados acreditam que o Big Data é importante para a tomada de decisão. No entanto, 85% têm dificuldades para analisar e interpretar com cuidado os dados e apenas 25% aplicam os insights revelados por meio dos estudos.  

Governança corporativa baseada em análises preditivas

Neste ponto, o Business Analytics é imprescindível. Com a possibilidade de gerenciar e analisar informações das redes sociais, internet, mercado e cruzar com os dados do negócio, essa solução permite desenvolver uma Governança Corporativa baseada em análises preditivas e, dessa forma, fazer cálculos precisos, interpretando os diferentes cenários de todas as áreas da empresa.

Outra vantagem é a chance de acessar e analisar informações que antes eram desconexas entre si como, por exemplo, os dados operacionais e os financeiros.

Essa integração pode ser feita por meio de uma plataforma única, que permite a visualização de todas as informações no dashboard (que pode ser acessado de qualquer dispositivo) e permite o cruzamento de dados entre as áreas, mercado e concorrentes – o que, sem dúvida, melhora a performance comercial e financeira do negócio.

Portanto, para fazer uma análise de dados que ajude a ter insights valiosos para tomar decisões de negócios é importante, algumas vezes, dar um passo para trás e avaliar detalhadamente onde podem estar os possíveis gaps da sua organização, em relação ao tratamento dos dados.

Esse processo é um diferencial que vai fazer toda a diferença na gestão do negócio.

A partir dos dados do sistema transacional PLACAR, o QlikView passou a calcular a apuração dos resultados de PPR de toda a empresa. No total, são mais de 11 mil colaboradores avaliados no ano e mais de 12 variáveis envolvidas. 

cta_IN_2