A inteligência artificial trouxe para as empresas a oportunidade da inovação e da competitividade. Por meio de investimentos em ferramentas e mecanismos tecnológicos, os gestores têm conseguido acelerar as operações. Com isso conquistam resultados mais expressivos e seguros aos negócios.

Esse avanço tem transformado a maneira com que as marcas vêm se comportando. Conforme a tecnologia foi avançando, maior tem se tornado a possibilidade de captar dados para tomada de decisões. Como a IA (Inteligência Artificial) oferece espaço para as empresas crescerem, é possível aos profissionais buscar novas práticas e ferramentas para facilitar as operações.

Quer saber como a tecnologia em finanças ajuda os negócios e como o departamento financeiro pode se beneficiar de machine learning? Continue então lendo esse post!

A importância da inteligência artificial

Aumentar a produtividade organizacional é um dos desafios mais enfrentados pelos gestores. Embora seja comum que problemas internos e externos acabem interferindo nos trabalhos, a demora em concluir as atividades e a falta de dados são questões que acabam prejudicando os negócios.

Para impedir que isso ocorra, ferramentas vêm sendo utilizada para acelerar os processos e melhorar a tomada de decisões (por meio de ferramentas inovadoras que auxiliam no gerenciamento, análise de propostas e formulação de relatórios).

Com a capacidade em manter os dados arquivados e registrados devidamente, os profissionais têm acesso às informações importantes que os auxiliam a direcionar melhor seus recursos. Não só melhorar a produtividade, agora o aprendizado de máquinas permite que códigos aprendam, garantindo aos gestores maior credibilidade das informações e alcance aos dados para ajudar em forecast.

Departamento financeiro e a tecnologia

Segundo uma pesquisa realizada pela PricewaterhouseCoopers, prestadora de serviços profissionais nas áreas de auditoria e consultoria, os efeitos da inovação poderão ser sentidos em todos os setores, embora sejam os departamentos financeiros os que sofrerão maior impacto.

Até pouco tempo atrás, as mudanças que envolviam a automação de ssoluções e estruturação da análise de dados só conseguiam realizar tarefas simples e básicas. Porém, conforme a tecnologia foi evoluindo, as máquinas e os equipamentos também começaram a ficar inteligentes.

Hoje, ferramentas para melhorar a precisão são fáceis de usar e permitem aos gestores a visualização de cenários infinitos. A predição de dados para a área financeira passou a contribuir em funções orçamentárias, não só auxiliando na formulação de estratégias como acompanhando pagamentos e recebimentos na contabilidade.

De acordo com um artigo publicado pelo District3, empresa voltada para o ecossistema da inovação, muito do que antes era feito por humanos, como análises de tendências e público-alvo, agora serão realizados por algoritmos inteligentes, de forma mais rápida e eficaz.

Apesar de toda a digitalização parecer assustadora no momento, os profissionais sabem que ela é que será capaz de oferecer vantagens inimagináveis para os que buscam captar novos clientes e aumentar o orçamento das receitas.

Não sabe como estão os negócios e nem como anda a sua lucratividade? Veja aqui as ferramentas que vão ajudá-lo a acompanhar a saúde financeira da sua empresa.

Benefícios da IA no setor financeiro

As ferramentas de IA já são indispensáveis. Por meio delas, os gestores vêm conseguindo amenizar riscos, diminuir custos orçamentários e até mesmo acelerar os processos produtivos. Isso permite aos profissionais do ramo maior tempo para se dedicarem a tarefas mais complexas.

A Mastercard, empresa americana do setor de pagamentos, é um ótimo exemplo de empresa que compreendeu a importância de implementar os sistemas junto da tecnologia. Ela tem investido em técnicas de inteligência artificial para impedir fraudes e para aumentar a segurança dos seus cartões.

Começou também a utilizar machine learning para garantir melhores resultados em serviços de pesquisa e consultoria (úteis para classificar a satisfação dos clientes), análise de dados (para acompanhar o progresso da empresa) e gestão de programas de fidelidade.

Legal, não é?

A inteligência artificial e machine learning vêm beneficiando os setores financeiros também na análise de big data (para encontrar soluções e prevenir erros), para manter as empresas atualizadas quanto às novas regulamentações e leis. Além disso, para melhorar a comunicação entre gestores e funcionários e economizar recursos, entre muitos outros.

No relatório sobre o impacto da automação por IA no setor de serviços financeiros, a District3 faz questão de lembrar aos gestores que, em vez de encarar essas mudanças como substitutas da mão de obra, os profissionais podem enxergá-las apenas como uma alteração na rotina de trabalho. Os responsáveis pelas instituições precisam descobrir como tirar o melhor proveito, a partir de menores índices de erros, para então conseguir maior qualidade, velocidade e precisão.

Como se pode ver, as organizações precisam investir na tecnologia e dizer adeus aos métodos tradicionais caso queiram se manter competitivas. Só com a ajuda de dados, machine learning e ferramentas específicas elas serão capazes de acompanhar as necessidades dos clientes e atender, de forma eficiente, todo o mercado.

Gostou do tema? Quer saber mais sobre inteligência artificial e como é possível usar da tecnologia para alavancar seus resultados? Continue então lendo o nosso blog e se mantenha por dentro do universo business Intelligence.