Cada vez mais, independentemente do tamanho e segmento no mercado, os dados são considerados o principal fator decisivo para embasar as decisões, eles fornecem informações que possibilitam os gestores tomarem nota sobre qualquer área, bem como se utilizam deles para avaliar resultados positivos ou negativos.

As organizações lidam atualmente com um acontecimento inédito: nunca houve uma quantidade tão massiva de dados e informações como nos dias de hoje. É um cenário positivo, porém preocupante, pois analisar dados deve ser uma ação precisa e efetiva para que os resultados sejam concretos e duradouros. Pouco a pouco os empreendedores têm voltado à devida atenção a essa evolução dentro das organizações, afinal, não é vantajoso apenas ter um grande fluxo de informações. Interpretar e analisar os dados minuciosamente é fundamental, pois essa é uma das formas mais eficazes de nutrir os direcionamentos, planejamentos e iniciativas de um negócio. A empresa ganha na visualização de indicativos e obtém materiais confiáveis com embasamento, na qual desenvolvem estratégias e tomam decisões assertivas.

Claro que nenhum empreendedor é obrigado a implementar as diretrizes da análise de dados. Isso se estende também a utilização das tecnologias. No entanto, conheça alguns dos riscos que o negócio corre ao não efetuar a análise correta das informações:

  • Perder prazos de entregas de produtos e serviços aos clientes;
  • Ter seus esforços depositados em serviços que não solucionam problemas, desperdiçando tempo e dinheiro;
  • Criar produtos e serviços que não estão de acordo com as necessidades do cliente;
  • Não aproveitar os “Gaps” do mercado;
  • Não ocupar um lugar de destaque no segmento atuante;
  • Fazer a rentabilidade da empresa ser limitada;

       
Independentemente de ser por meio de uma tecnologia aplicada ao negócio ou através de uma empresa terceirizada, é imprescindível para a saúde e sucesso das futuras estratégias aplicar a análise de dados a todas as iniciativas que porventura venham ser tomadas.
Os impactos positivos causados pela coleta de dados são inúmeros:

  • São gerados dados a respeito do mercado de atuação, suas tendências, novas demandas, possíveis crises etc;
  • Informações sobre potenciais clientes são fornecidas, jornada de compra, quais são seus desejos na hora de consumir, como se comportam, quais são suas necessidades, entre outros fatores;
  • A empresa passa a ter capacidade para desenvolver ações e estratégias para melhorar seus processos e reter talentos, pois dados sobre o desempenho, serviço de entrega, satisfação dos colaboradores, recrutamento, eficiência dos departamentos, clima organizacional, atendimento ao cliente, nível de produtividade, etc, são fornecidos;
  • Disponibiliza informações para que a empresa utilize da melhor forma seus recursos financeiros e assim, evite gastos desnecessários e negociações ineficazes, além de minimizar os riscos de falência;
  • Permite o desenvolvimento de novos produtos/serviços capazes de satisfazer as necessidades e expectativas do público-alvo;
  • Concede informações a respeito da concorrência para o aperfeiçoamento de estratégias, ações e soluções que garantam um melhor posicionamento à organização perante empresas do mesmo segmento;
  • Direciona o marketing da organização pois, através dos dados fornecidos, a mesma distingue em quais canais de comunicação deve estar presente, desenvolve estratégias de comunicação personalizadas, fortalece sua imagem e se torna mais visível.

Com o avanço da transformação digital, existem ferramentas capazes de coletar dados, estruturá-los, analisá-los e disponibilizá-los de forma a proporcionar as empresas mais visibilidade e poder com suas próprias informações. É essencial entender todas as etapas da Jornada de Dados, quando você explora toda a capacidade por trás de seus dados, além de análises avançadas, você obtém otimização de processos e integração entre as áreas.

A IN está pronta para te ajudar a explorar todo o poder que está em seus dados.