Não é preciso voltar muito tempo no passado para recordar que as análises de dados de negócio eram apresentadas em relatórios estáticos e apontavam somente o que aconteceu no mercado e na organização. Aos poucos, as ferramentas de BI foram evoluindo e tornou-se possível navegar em dashoboards interativos, que permitem construir cenários e realizar simulações de situações diversas para uma tomada de decisão assertiva.

Porém, a tecnologia continua evoluindo. A chegada da internet das coisas e do Big Data, mais uma vez, revolucionaram a forma de fazer negócio e impactaram também no comportamento dos profissionais. Tudo isso faz com que novas projeções de mercado sejam feitas sobre a evolução do Business Intelligence (BI).

Uma delas, que já é realidade e deve amadurecer ainda mais no próximo ano, é o Self Service BI, que permite a qualquer usuário, de maneira intuitiva e fácil, desenhar e modificar diferentes painéis, com informações distintas, e criar suas próprias análises.

Segundo o Gartner, uma das áreas que mais cresce é a de análises avançadas e preditivas. Em seu Quadrante Mágico para análises avançadas, o instituto prevê que até 2018, mais da metade de todas as grandes organizações ao redor do mundo estarão usando análises avançadas (e algoritmos construídos sobre elas) para competir.

Análise visual e em tempo real

Outra tendência para os próximos anos em relação a inteligência no negócio é que os dados, cada vez mais, vão ser a base para qualquer profissional tomar uma decisão.

Por exemplo, um analista de marketing que faça parte da geração Y, muito provavelmente, vai apresentar uma sugestão de campanha para seu gestor que esteja complementa alinhada com as informações coletadas de mercado, região, concorrentes e interesse do público-alvo. E isso não será feito aleatoriamente. Ele utilizará um dashboard para navegar em tempo real no cenário e comprovar, por meio de exemplos práticos, que o que está sendo apresentado reflete a realidade.

Da mesma forma que o report de resultados do seu trabalho será apresentado de maneira dinâmica e interativa, mostrando dados em tempo real e podendo ser atualizado a qualquer momento.

Dados acessíveis para todos

O que se observa também para o futuro próximo é que a área de negócio, cada vez mais, utilizará o BI para planejar seu trabalho e tomar decisões. Com isso, ferramentas de Self Service BI, como o Qlik Sense, ganharão uma projeção ainda maior nas organizações, já que os executivos vão precisar realizar uma análise integrada de informações de acordo com a sua necessidade.

E se nesse momento bateu uma ligeira preocupação com a segurança dos dados, fique tranquilo. A governança de dados, quando feita corretamente, incentiva a análise e compartilhamento de informações.

Prepare sua organização para o futuro e esteja sempre um passo à frente da concorrência. Conte conosco nesta etapa transformadora do seu negócio. 

cta_IN_2