Não existe tomada de decisão certeira sem uma precisa análise de dados, certo? Mas você já parou para pensar na infinidade de ciladas que o uso do Excel pode trazer para a gestão de marketing da sua organização?

Se você é o gestor da área é provável que se baseie em uma série de indicadores para gerenciar e mensurar os resultados das ações de marketing advindos de diversas fontes como redes sociais, mídia impressa, inbound marketing, além dos anúncios e campanhas feitos em outros diversos canais de comunicação.

Ao usar o Excel, cada vez que você quer analisar um dado ou ter uma visão unificada do desempenho de uma ação, perde-se muito tempo importando e exportando planilhas e ainda corre o risco de perder informações valiosas, usando dados manipulados ou errados.

Concentre as análises em um único lugar

É nesse ponto que o Business Intelligence (BI) se apresenta como uma solução fundamental. Por ser uma plataforma de uso intuitivo, permite cruzar as informações de seu interesse e criar diversos cenários, o que torna mais simples a análise preditiva e até mesmo a possibilidade de solucionar problemas rapidamente.

Além disso, o Business Intelligence facilita a criação de relatórios dinâmicos, com gráficos ilustrativos, deixando as reuniões mais atrativas e de fácil compreensão.

Com o BI é muito mais fácil imputar, cruzar e analisa

Não existe tomada de decisão certeira sem uma precisa análise de dados, certo? Mas você já parou para pensar na infinidade de ciladas que o uso do Excel pode trazer para a gestão de marketing da sua organização?


Ao usar o Excel, cada vez que você quer analisar um dado ou ter uma visão unificada do desempenho de uma ação, perde-se muito tempo importando e exportando planilhas e ainda corre o risco de perder informações valiosas, usando dados manipulados ou equivocados: aproximadamente
88% das planilhas contêm erros! Como sair dessa? Confira!Se você é o gestor da área é provável que se baseie em uma série de indicadores para gerenciar e mensurar os resultados das ações de marketing advindos de diversas fontes de dados: como redes sociais, mídia impressa, inbound marketing, além dos anúncios e campanhas feitos em outros diversos canais de comunicação.

Concentre as análises em um único lugar

É nesse ponto que o Business Intelligence (BI) se apresenta como uma solução fundamental. Por ser uma plataforma de uso intuitivo, permite cruzar as informações de seu interesse e criar diversos cenários, o que torna mais simples a análise e até mesmo a possibilidade de solucionar problemas rapidamente.

O grande diferencial do BI é que você tem acesso a análises mais complexas do que o Excel pode fazer, cruzando vários dados ao mesmo tempo para extrair insights que, de outra forma, seriam muito difíceis de identificar. Além disso, o Business Intelligence facilita a criação de relatórios dinâmicos, com gráficos ilustrativos, deixando as reuniões mais atrativas e de fácil compreensão.

Com o BI é possível tomar decisões com maior assertividade, reduzindo as incertezas do negócio e maximizando os resultados da sua organização.

Identifique as tecnologias essenciais

A implementação do Business Intelligence começa com a identificação das tecnologias que armazenam e geram dados na empresa.

Sistemas de gestão, como ERP, CRM e Projetos; ferramentas de automação de marketing; sistema de call center; plataformas de atendimento on e off-line; entre outras soluções, devem ser listadas. Essas serão suas fontes de informação principais, de onde vêm dados importantes sobre o desempenho da organização, a percepção dos consumidores e o comportamento do mercado.

O passo seguinte é contratar uma solução de  BI que seja capaz de receber e acessar informações dessas plataformas, ou seja, sua central de inteligência. É nesse “cérebro” que o conhecimento da organização vai se transformar em vantagem competitiva, por meio de análises constantes e otimização de processos.

Certifique-se de que a tecnologia adquirida poderá conversar com todos os sistemas que a empresa utiliza ou, na impossibilidade de integrar uma ferramenta, considere substituí-la. O investimento se justificará no curto prazo com maior eficiência, produtividade e redução de custos com falhas e retrabalho.

Treine seu time

Nem a melhor tecnologia do mundo poderá fazer milagres se o seu time não estiver pronto para interpretar os insights que o Business Intelligence irá gerar. Criar uma cultura de análise de dados é essencial para que as pessoas se habituem a não fazer as coisas no impulso, mas sim, analisando cenários e tendências.

São essas questões que devem ser levantadas com o auxílio do BI: quais investimentos de marketing estão contribuindo efetivamente para os resultados financeiros; qual é o perfil dos consumidores que geram maior ticket médio; quais canais de comunicação são mais eficazes em gerar leads qualificados; quais são as épocas do ano que sua empresa tem aumento ou redução de entradas e por que.

O Excel pode te ajudar nisso? Muito difícil, pois ele não possui as funcionalidades que permitem confrontar dados estruturados e não-estruturados, resultando em análises precisas. Os insights acabam sendo fruto de análises subjetivas de quem está interpretando os dados.

Ao integrar o BI as plataformas disponíveis, essa análise muda de figura. Saiba como no próximo item.

Painel de controle

Imagine, em um único painel, você conseguir visualizar o resultado de uma campanha em cada capital, tendo a possibilidade de controlar os produtos que foram mais vendidos, os que tiveram menor participação de mercado e ainda conseguir analisar como foi o desempenho do seu principal concorrente nestas regiões?

Isso é possível com o uso do BI e da criação de dashboards. Quando se utiliza uma única plataforma para analisar as informações, você tem a possibilidade de contar com um painel de controle que pode ser consultado a qualquer momento, permitindo o cruzamento de dados e a criação do cenário que for mais conveniente para a situação.

Além das métricas de vaidade, que enchem os olhos, mas não o caixa da empresa, você pode ter, na mesma tela, o desempenho financeiro de cada campanha, canal de comunicação ou produto. A apresentação dos dados se torna muito mais consistente e intuitiva, facilitando a compreensão de todos sobre a contribuição de cada ação de marketing para os objetivos estratégicos da organização.

O dashboard se torna seu maior aliado nas reuniões com a diretoria, onde é preciso justificar o orçamento de marketing, a aquisição de ferramentas ou a contratação de novos colaboradores. E tudo isso em tempo real, então não há receio em apresentar resultados a qualquer momento. Tudo o que você tem que fazer é selecionar as informações e apresentá-las.

Essas possibilidades de integração e coordenação de informações tornam a gestão da área mais dinâmica e assertiva, potencializam a visibilidade e credibilidade do marketing dentro da companhia. Agregue inteligência na análise dos dados das suas campanhas e veja o marketing se tornar realmente estratégico!

métricas de negócios